domingo, 6 de setembro de 2015

Resenha - A Joia


Título: A Joia - A Cidade Solitária #1
Autor: Amy Ewing
Editora: Fantasy (LeYa)
Classificação: 
Sinopse: Joias significam riqueza, são sinônimo de encanto. A Joia é a própria realeza. Para garotas como Violet, no entanto, a Joia quer dizer uma vida de servidão. Violet nasceu e cresceu no Pântano, um dos cinco círculos da Cidade Solitária. Por ser fértil, Violet é especial, tendo sido separada de sua família ainda criança para ser treinada durante anos a fim de servir aos membros da realeza. Agora, aos dezesseis anos, ela finalmente partirá para a Joia, onde iniciará sua vida como substituta. Mas, aos poucos, Violet descobrirá a crueldade por trás de toda a beleza reluzente - e terá que lutar por sua própria sobrevivência. Quando uma improvável amizade oferece a Violet uma saída que ela jamais achou ser possível, ela irá se agarrar à esperança de uma vida melhor. Mas uma linda e intensa paixão pode colocar tudo em risco! 

Trechos:  " Amo o nascer do sol, mais ainda que o pôr do sol.Tem algo de animador em ver o mundo ganhar vida em mil cores. Me dá esperança."

"- A seguir, senhoras, temos o lote 197. Lote 197, por favor em seu lugar. ( ... )
Vejo um X prateado no meio do palco circular. Meus joelhos tremem quando me aproximo dele, e esta caminhada é, sem dúvida, a mais longa de todas as que já fiz hoje. "

"Esperança é algo precioso, não é? No entanto, não damos a ela o devido valor até que a perdemos." 

" O Desconhecido se abre diante de mim como uma grande folha de papel em branco."


"Nossos olhos se encontram, cruzo os dois dedos da mão direita e os coloco sobre o coração, o símbolo de respeito das substitutas do Portão Sul e um sinal de que, independente do que acontecer, eu nunca a esquecerei."

" É difícil se lembrar de quem você é quando está o tempo todo tentando fingir ser alguém que não é."



Resenha: 
Um livro emocionante e cheio de reviravoltas...
Em A Joia a história se passa na Cidade Solitária onde se é dividida em cinco círculos separados por uma muralha, o quinto circulo é o Pântano o mais pobre de todos, o quarto a Fazenda, o terceiro a Fumaça, o segundo o Banco e o primeiro circulo é a Joia onde nossa protagonista irá viver.
Violet é uma garota de 16 anos que vive no último circulo da cidade, o Pântano, mas o que vocês devem estar se perguntando é: 
O que ela tem de especial para ser chamada para viver na Joia?
Violet é fértil.
Por ser fértil, Violet passa a ser muito especial para a realeza, pois eles sempre desejam  substitutas para gerar filhos ( herdeiros) saudáveis na Joia. Então Desde criança ela vem sendo treinada com seus presságios ( dons que todas as garotas tem ao momento em que elas se tornam moças)  para servir como substituta a essas pessoas.


Ao ser levada para a Joia, Violet irá ser apenas um numero de um lote do leilão, ninguém mais saberá quem era ela e nunca mais verá sua família. Só servirá a realeza.
Mas o pior é que Violet não imagina que a Joia é uma rede de ambições onde não se deve confiar em ninguém, e quando seu coração é colocado contra ela mesma Violet irá descobrir coisas que não deveria nem saber sobre esse novo mundo em que ela nunca desejou estar.

Confesso que quis esse livro no instante em que vi a capa se nem ler a sinopse dele.
Quando descobri que era uma distopia ai me apaixonei de vez pela história.
Vi muitas comparações com a Seleção por causa da capa e do vestido mas digo uma coisa a unica semelhança é que ambos são distopias românticas.
A Joia é um livro totalmente diferente e eu adorei a história, pois não sabemos em quem acreditar ao longo do enredo.
Amy Ewing criou uma história muito boa e tem muito potencial para crescer ainda mais no próximo livro, espero que ela explore esse lado distópico que ela criou nas suas próximas sequências pois tem tudo para ser uma grande série.
Falando um pouco dos personagens tenho que dizer que gostei da personalidade da nossa protagonista decidida e forte, alguns momentos indecisa, mas a gente também estaria na situação dela. Alguns personagens também são fáceis de gostar como Raven, Lucien e o Ash  e é claro que alguns também são fáceis de odiar.


Finalizando por aqui, recomendo esse livro a todos que gostam de uma distopia romântica, e aos que não gostam também ;)




6 comentários

  1. Oi Jessica, tudo bem?
    Adoro distopias! Nunca li nenhuma romântica, tipo A Seleção ou A Joia. Porém, gostei bastante da resenha, fiquei curiosa!
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Priih,
      Que bom que voce gostou!! Leia! Voce não irá se arrepender!!
      Bjs

      Excluir
  2. Olá, Jessica.
    Eu me apaixonei por essa capa também. A sua é a primeira resenha que leio desse livro e não sabia que era uma distopia. Me interessei é claro. Adoro distopias e essa me pareceu ser bem diferente. Me imaginei no lugar dela e credo hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Sil,
      Kkkk né totalmente diferente, mas garanto que é muito bom.
      Bjs

      Excluir
  3. Oie Jéssica =)

    Não sei por que mais essa capa me lembra A Seleção rs...Gosto bastante de distopia e essa pelo visto apresenta elementos um pouco diferentes. Fiquei curiosa agora ^^

    Beijos e um ótimo final de semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Ane,
      Sim ela é bem diferente do que eu ja li de distopias. Mas adorei tanto quanto a seleção. *-*
      Bjs

      Excluir

Desenvolvido por: Adorável Design Editado por: RM Design

imagem-logo